Carreata pede retorno das aulas presenciais em Niterói

Carreata pede retorno das aulas presenciais em Niterói

18 de abril de 2021 0 Por Francisco Avelino

Foto: Divulgação / Pedro Conforte


O movimento Pais e Mães na Luta Pelo Retorno Escolar, que reivindica o retorno às aulas presenciais, fará uma carreata pacíca às 9h30 da manhã deste domingo, 18, com início na altura do nº 500 da Avenida Amaral Peixoto, no centro de Niterói, com destino a casa do Prefeito Axel Grael, em São Francisco.

O grupo, que reúne pais, mães, professores, proprietários de escolas, gestores escolares, pedagogos e inspetores escolares, prossionais da saúde (incluindo médicos pediatras), além, claro, da população em geral, irá cobrar do prefeito o retorno das aulas presenciais,
independente da manutenção do lockdown.

De acordo com o grupo o pleito é válido, uma vez que os dados de contágio dentro das escolas se mantiveram nos índices propostos pela própria prefeitura para a reabertura, e, durante os quase dois meses em que as escolas estiveram abertas esses números não saíram do estipulado. Há um enorme prejuízo para as crianças com o fechamento das escolas, tanto de ordem emocional quanto pedagógica lembrando que educação é direto fundamental, garantido pela Constituição, e em hipótese alguma pode estar atrás de serviços supéruos
como cinemas e ans. Até a OMS dita que a educação é essencial e deve ser tratada como prioridade.

“Crianças pequenas contam com auxílios dos pais que, muitas vezes não têm didática e/ou tempo para estudar com os lhos. Esse método de ensino online é ruim porque os estudantes não têm como tirar dúvidas no momento em que elas surgem. Não é como na sala de aula,
onde os professores repetem até você entender. Os estudantes que farão ENEM, certamente, serão prejudicados também”, pontua a dra. Nalita Maria Mugayar, médica graduada e pós-graduada (Mestrado) pela UFF.

Vale ressaltar que não existe uma previsão legal para oferta de educação a distância no Brasil para a educação infantil. Por causa do Covid19, com o intuito de minimizar eventuais perdas na alfabetização das crianças, foi editada por meio de PEC as aulas remotas. Existem casos que comprovam sua ineciência, tanto por questões socioemocionais quanto por questões de aprendizagem. Um dos motivos que leva os pais a lutarem pelas aulas presenciais.

O desemprego nas escolas particulares também é uma triste realidade. Com as paralisações, proprietários de escolas precisaram dispensar professores, inspetores escolares e prossionais da área da limpeza. Contudo, mesmo afastando ou demitindo, a maioria dos empresários
não tem dinheiro em caixa pra arcar com as despesas dessas demissões.

Esta já é a terceira manifestação realizada por pais e mães em Niterói reivindicando a volta às aulas. Mesmo após o anúncio da retomada das atividades escolares, feito na manhã de ontem (14/04), os manifestantes ainda temem que o prefeito volte atrás da decisão, como já fez inúmeras vezes.

Um grupo de pais moveu uma ação pública na qual constam referências com base cientíca que mostram que a abertura das escolas é segura. Tal pleito, endossado pelo Ministério Público, trouxe dados de Niterói, que apontam que o índice de desenvolvimento de COVID em
crianças é menor do que 0,03%, ou seja, extremamente baixo. Em sua decisão, a Juíza que acatou o pedido intimou o município a apresentar alguma prova científica que confirma-se a eficácia do lockdown