Policiais civis prende homem acusado de mata um PM em Maricá

Policiais civis prende homem acusado de mata um PM em Maricá

3 de janeiro de 2022 0 Por Francisco Avelino

A delegacia de Maricá (82° DP) investiga se servidore público está envolvido em esquema que resultou na morte do primeiro sargento da Polícia Militar Alex Correia, em Maricá. O policial que era lotado no 4° BPM (São Cristóvão), foi morto após ter sido baleado por três tiros na última terça-feira (28), durante uma briga de terreno, em Itaipuaçu,
Maricá.

Segundo a Polícia Civil, o dono da imobiliária conseguia dados dos posseiros de terrenos e com as informações ele contratava pessoas para limpar os terrenos, quando os posseiros apareciam no no local ele informava que estava assumindo o local com ordem do proprietário. Com isso, ele expulsava os posseiro do terreno.

Ainda segundo a Polícia, uma das pessoa que teve o seu terreno invadido pelo dono da imobiliária, era amiga do sargento da Polícia Militar Alex Correia, que combate o local tentar apartar a briga, mas acabou sendo baleado três vezes pelo funcionário da imobiliária. O policial ficou internado no Hospital Municipal Conde Modesto Leal, mas veio a óbito aposbficarvinterbado quatro dias na unidade.

O funcionário foibpreso no bairro Jardim Bangu, no Rio de Janeiro. Já o dono da imobiliária foi preso neste domingo (2). Na manhã desta segunda-feira (3), segundo a Polícia, ele informou o local onde estava escondida a arma e o carro usados no crime. O revólver calibre 38mm foi encontrado escondido no Jardim da casa dele e o carro em uma
oficina.