Morador é baleado durante ação do Proeis em Maricá

Morador é baleado durante ação do Proeis em Maricá

4 de novembro de 2021 0 Por Francisco Avelino

Um homem, identificado como Flávio Ribeiro de Almeida, de 42 anos, foi baleado na tarde desta quarta-feira (3) na comunidade Amizade, no bairro de mesmo nome em Maricá. Segundo o que relatou um morador que preferiu não se identificar por conta de represaria, Flávio que tem comprometimento mental por conta de uso de álcool, havia acabado de sair de uma festinha de um morador e estava trafegando pela Avenida Prefeito Joaquim Mendes, quando foi abordado e baleado por policiais do Programa Estadual de Implantação de Serviços (Proeis), que teria omitido socorro ao homem.

“Era por volta de 17h50 a viatura do Proeis, que estava na comunidade do Cantinho, entrou na comunidade da Amizade, os policiais viram um grupo de pessoas na descida do morro e efetuaram disparos. Houve correria. Uma das pessoas era o Flávio, que em meio ao tiro acabou se jogando no chão, mesmo assim a polícia insistiu e deu tiro pra cima dele.

A vítima foi socorrida por um morador ao Hospital Municipal Conde Modesto Leal, no Centro da cidade, mas por conta da gravidade foi transferida ao Hospital Estadual Alberto Torres (HEAT), no Colubandê, em São Gonçalo. Segundo a unidade de saúde, a vítima segue internada no Centro de Trauma.

Moradores da comunidade disseram que Flávio é morador da localidade há pelo menos 36 anos. Eles alegaram que não houve troca de tiros e ficaram indignados com a ação.

“Existem vários erros, primeiro que os policiais não poderiam está invadindo a comunidade da forma que foi realizada até porque o papel deles é de segurança. O horário que eles fizeram isso foi de grande movimentação já que era saída de alunos de escolas e trabalhadores retornando para suas casas.”, disse outro morador.

Os moradores planejam um protesto na tarde desta quinta-feira (4) para cobrar respostas das autoridades.

Durante a ação do Proeis na região, dois homens que estavam a bordo de uma motocicleta foram presos após troca de tiros na Rua Prefeito Joaquim Mendes, onde um grupo de cinco homens também atiraram contra os policiais. Apenas um rádio transmissor foi apreendido.