Lamsa volta a cobrar pedágio na Linha Amarela

Lamsa volta a cobrar pedágio na Linha Amarela

9 de abril de 2021 0 Por Francisco Avelino

Às 6h30, motoristas buzinavam para protestar. Depois de um acordo no STF, a concessionária retomou a cobrança à meia-noite. O valor será de R$ 4 para carros por três meses.


Lamsa volta a cobrar pedágio na Linha Amarela nesta sexta-feira (9) — Foto: Reprodução/ TV Globo

Os motoristas que passarem pela Linha Amarela na manhã desta sexta-feira (9) vão voltar a pagar pedágio. Depois de um acordo no Supremo Tribunal Federal (STF), a concessionária Lamsa retomou a cobrança à meia-noite. O valor será de R$ 4 para carros por três meses. Motos não pagam a tarifa.

Às 6h30, vários motoristas passavam pela praça do pedágio buzinando em forma de protesto pelo pagamento.

A proposta veio do presidente do STF, Luiz Fux, em uma audiência de conciliação que aconteceu na última segunda-feira (5) entre a concessionária e a Prefeitura do Rio. Ele sugeriu que a Lamsa restabeleça o controle da Linha Amarela com esta tarifa.

“A proposta do juízo para a fixação de preço provisório de tarifa de pedágio de R$ 4 a perdurar pelo prazo de 90 dias, período durante o qual as partes devem diligenciar junto ao juízo de origem para a conclusão de perícia judicial já deferida relativa ao reequilíbrio financeiro do contrato”, afirma um trecho da decisão.

Lamsa volta a cobrar pedágio na Linha Amarela nesta sexta-feira (9) — Foto: Reprodução/ TV Globo
Lamsa volta a cobrar pedágio na Linha Amarela nesta sexta-feira (9) — Foto: Reprodução/ TV Globo

Em uma rede social, o prefeito Eduardo Paes comentou a volta da cobrança.

“Por determinação do Supremo Tribunal Federal, hoje voltou a ser cobrado o pedágio da Linha Amarela. Graças a sensibilidade do Ministro Fux o valor foi reduzido em 50% do valor pleiteado pela concessionária. Será realizada uma perícia judicial para definição do valor correto da via em um prazo de 90 dias. Temos a certeza de q o valor de R$ 3 proposto pela prefeitura irá prevalecer”, disse Paes.

No dia 16 de março já havia acontecido uma outra audiência de conciliação, sem acordo.

A via está sob administração municipal desde setembro do ano passado, após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça. No dia 5 de março, a Lamsa retomou o serviço de operação da Linha Amarela. Quatro dias depois, a concessionária anunciou a cobrança de R$ 7,20. A prefeitura recorreu do valor.

Fonte G! RIio de Janeiro