Polícia apreende drogas em MCMV de Itaipuaçu em Maricá

Polícia apreende drogas em MCMV de Itaipuaçu em Maricá

23 de setembro de 2020 0 Por Francisco Avelino

Foto: Divulgação da PMERJ

Uma ação que já virou rotina se repetiu mais uma vez no início da tarde desta quarta-feira (23), no Conjunto habitacional “Minha Casa, Minha Vida”, de Itaipuaçu, mais drogas foram apreendidas por policiais militares. Um adolescente foi detido na ação para uma averiguação.

Foto: Divulgação da PMERJ

Segundo a Polícia Militar, 85 cargas fechadas de drogas foram apreendidas por policiais do 12º Batalhão da Polícia Militar (BPM), de Niterói. O material apreendido foi levado para a Delegacia de Polícia (82ª), de Maricá, onde será contabilizado.

Foto Divulgação da PMERJ

Essa não foi a primeira, não foi a segunda, nem tão pouco a terceira vez que a polícia apreende drogas no condomínio, onde os moradores ficam em poder de criminosos.

Já cansados da situação os moradores divulgaram nas redes sociais uma carta pedindo ajuda do prefeito.

Carta dos moradores do MCMV

“- A vossa excelência“.

Excelentíssimo Senhor Prefeito, Fabiano Taques Horta. Nós moradores do Condomínio Residencial Carlos Marighella (O Minha Casa Minha Vida). Venhamos por meio desta, pedirmos encarecidamente, que tome uma solução definitiva e emergencial para com o condomínio de itaipuaçu.

Nós moradores do mesmo, estamos aterrorizados com a onda de violência que vem cada vez mais aumentando dentro do conjunto, não aguentamos mais ter que chegar em casa e vermos que tem uma boca de fumo em nossas portas.

Não temos condições de sair à noite, muito menos pedir um Uber, porque eles cancelam a corrida. Alguns moradores estão construindo cômodos irregularidades nos prédios, pichações em toda parte das paredes, a poluição visual do conjunto está a perder de vista.

Estamos sendo revistados pelos traficantes ao entrar no condomínio, carros sendo obrigados a ligar farol, olheiros que circulam em volta da região do conjunto bem como na pista principal, a situação está tão séria que não conseguirmos ir à esquina comprar um pão.

Há relatos de moradores indo embora, pessoas que estão vendendo seus apartamentos ou alugando. Alguns relatos de que moradores estão abandonando suas casas, e pior, há rumores de traficantes que estão expulsando pessoas de seus lares que não respeitam ordens dadas por eles.

Não aguentamos mais viver assim! Estamos indignados com a situação em que o condomínio se encontra, pois nós moradores perdemos o direito de ir e vir.

Pedimos ao Excelentíssimo Sr Prefeito, que traga urgentemente uma cabine da PM para dentro do condomínio, pois não é possível que o município de Maricá não tenha dinheiro, tendo em vista os rios do royalty do petróleo que o município se “afoga”.

É injusto continuamos a viver nessa situação, pois toda Maricá está passando por reformas, bem como diversos DPO’s espalhados por Maricá onde não tem tanta necessidade, e nos moradores daqui, estamos largados às traças, estamos esquecidos. Estamos sentindo como se vivêssemos em um campo de concentração, que a qualquer momento uma bomba explodirá, e não sabemos quando.

Por fim, pedimos encarecidamente, que ouça nosso pedido de apelo. Somos seres Humanos e merecemos paz, e queremos que nossa voz seja ouvida.

Pedimos novamente que compartilhem esse post, e a quem possa entregar às autoridades públicas para que possam tomar ciência da nossa situação.

Ao excelentíssimo Sr Prefeito, Fabiano Taques Horta.

Atenciosamente: Moradores do condomínio Carlos Marighella”, dizia a carta.