Pm é acusada de matar a própria irmã em São Gonçalo

Pm é acusada de matar a própria irmã em São Gonçalo

2 de julho de 2022 0 Por Francisco Avelino

A soldado da PM que matou a própria irmã em um baile num posto de combustível em São Gonçalo, na manhã deste sábado (2), na Rua Doutor Francisco Portela, no Camarão, foi presa pelo próprio marido, também PM.

A informação foi confirmada pela Divisão de Homicídios Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), para onde a militar foi levada. Segundo a Polícia Civil, a militar lotada no 7º BPM (São Gonçalo) foi detida em flagrante por um PM e encaminhada à delegacia. O autor da prisão é soldado e está lotado na 2ª UPP/16º BPM (Olaria)

O homem contou aos agentes que quando chegou ao local e se deparou com a cena deu voz de prisão a esposa, que não ofereceu resistência. Na companhia dele, ela foi até a 73ª DP (Neves), onde se apresentou, sendo conduzida em seguida para a DHNISG. Os motivos para o crime ainda não foram informados.

Em nota, a  assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que, “no início da manhã de sábado (02/07), equipe do 7ºBPM (São Gonçalo) foi acionada devido a uma ocorrência de homicídio envolvendo uma policial militar em um posto de combustíveis no bairro Camarão, em São Gonçalo.

No local, o fato foi constatado. A equipe foi informada que, após uma discussão, uma policial militar efetuou disparos de arma de fogo contra a irmã, que foi a óbito no local. A policial militar foi conduzida à Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSG), onde a ocorrência está em andamento.

A arma de fogo usada pela policial foi apreendida. A Corregedoria Geral da Corporação acompanha o caso através da 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (4ªDPJM)