Câmara do Rio nega abertura de impeachment contra Crivella

Câmara do Rio nega abertura de impeachment contra Crivella

3 de setembro de 2020 0 Por Francisco

Pedido foi rejeitado por 25 votos contra e 23 a favor


Foto: Divulgação © Tânia Rêgo/Agência Brasil
Política

A Câmara Municipal do Rio negou o pedido de abertura de impeachment contra o prefeito, Marcelo Crivella. A sessão realizada nesta quinta-feira (3) terminou com um placar de 25 votos contra e 23 votos a favor. Para ser aprovado, o pedido precisava de maioria simples, de 26 votos, do total de 51 parlamentares.

O pedido de impeachment se baseou em denúncias de que funcionários públicos estariam na porta dos hospitais municipais impedindo a ação de repórteres da TV Globo de entrevistarem pacientes.

Os vereadores das bancadas de oposição sustentaram que era necessário abrir o processo de impeachment a fim de investigar a participação do prefeito junto a esses grupos, que se organizavam através do Whatsapp.

Já os parlamentares da base do governo argumentaram que não cabia abrir um processo do tipo às vésperas do início da campanha eleitoral deste ano, dizendo que o julgamento seria feito pelos eleitores nas urnas.

Um vereador não conseguiu votar, mas pediu para consignar o voto favorável à abertura do processo. O ato elevou de 22 para 23 o número de votos a favor do impeachment.

Parte dos vereadores participou da sessão presencialmente e outra parte, de forma remota. Com a rejeição em Plenário, o pedido foi arquivado.

Em nota, a prefeitura do Rio alegou que os funcionários ficavam na porta dos hospitais para orientar os pacientes.

Fonte: Agência Brasil / EBC Edição: Wellton Máximo