Soldado morto em carro carbonizado no Pacheco é enterrado em São Gonçalo

Soldado morto em carro carbonizado no Pacheco é enterrado em São Gonçalo

15 de julho de 2020 0 Por Francisco Avelino

Amigos e familiares do soldado do Exército, Daniel Ferreira de Azevedo, de apenas 19 anos, se despediram do militar durante o enterro realizado no início da tarde desta quarta-feira (15), no Cemitério Municipal de São Gonçalo.

Daniel foi um dos corpos encontrados no interior de um Corsa que foi abandonado carbonizado, na manhã da última segunda-feira (13), em uma rua do bairro do Pacheco, em São Gonçalo. Ele era soldado do Exército Brasileiro, lotado na Fortaleza de Santa Cruz, em Jurujuba, em Niterói.

De acordo com a Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI), o jovem soldado foi identificado a partir de análise da arcada dentária na última terça-feira (15). A identificação do segundo corpo, que seria do jovem Victor Hugo Xavier, outro soldado do Exército, depende ainda de resultado de exame de DNA e as investigações estão em andamento.

Relembre o caso

No noite do último domingo, os jovens soldados do Exército Victor Hugo Xavier e Daniel Ferreira de Azevedo, foram a um bar do Raul Veiga, após assistirem o jogo entre Flamengo e Fluminense em outro bar, no Mutondo. Os dois teriam saído do local junto com duas mulheres, seguindo de carro para levá-las em casa, numa comunidade próxima.

Os jovens desapareceram e, na manhã seguinte, dois corpos foram encontrados carbonizados na rua Francisco José, no bairro do Pacheco, em São Gonçalo. Um dos corpos foi identificado como o de Daniel e a polícia aguarda exame de DNA para saber se o outro corpo é o de Victor Hugo.

Os policiais da DHNSGI investigam a possibilidade de que os dois tenham sido capturados e executados por traficantes locais.