Plano Municipal de Educação é discutido pela categoria em Maricá

Plano Municipal de Educação é discutido pela categoria em Maricá

4 de dezembro de 2019 0 Por Francisco

Cerca de 300 pessoas, entre essas 180 delegados e observadores da sociedade civil, participaram nesta quarta-feira (04/12) da II Conferência Municipal de Educação. Realizada no auditório da Faculdade Maricá, no Centro, a solenidade discutiu políticas públicas que objetivam melhorias para a área de educação do município, como a recondução das metas e avaliação do Plano Municipal de Educação (PME) e a construção de novas creches.

A avaliação de metas, que é feita a cada quatro anos na cidade, contou a presença de representantes de todas as escolas e secretarias do município. Os delegados foram os detentores do poder de voto na eleição das proposições encaminhadas pelos grupos de trabalho.

A coordenadora do PME, Verônica Machado, contou que essa segunda conferência foi extremamente importante porque foi a hora de prestar contas com a categoria e corrigir as falhas apontadas.

“Vamos agora monitorar e avaliar os avanços que já tivemos. Precisamos dar publicidade ao que já conseguimos alcançar nesses quatro anos e acertar as inconsistências”, analisou, informando ainda que a Prefeitura planeja a construção de quatro novas creches na cidade, tendo possibilidade de atender crianças de 4 meses a dois anos.

“Estamos aqui hoje reunidos para dar prosseguimento à construção da nossa Educação. Vamos propor, principalmente, o reinício das metas retiradas do Plano Municipal de Ensino referentes ao ensino médio, técnico e superior. Metas essas que foram retiradas quando foram para a Câmara, em 2015”, explicou a secretária da pasta Adriana Luíza da Costa.

As principais metas são relacionadas diretamente com incentivos às escolas de ensino médio, técnico e superior. A secretária adiantou que há uma parceria para que Maricá ganhe um polo da Fundação Centro de Educação a Distância do Estado do Rio de Janeiro, o Cederj. Além disso, já foi encaminhado para a Câmara Municipal a proposta de reajuste de 13% para os profissionais do magistério de Maricá a partir de janeiro. Vale ressaltar que a categoria já recebeu, em 2019, 22% de reajuste por parte do município.

“Estamos aqui para verificar como está sendo o plano de educação atual e projetar as metas para o próximo ano. Ainda é preciso ver as melhorias que podemos implementar. Só conseguimos conquistar coisas com planejamento, então esses momentos em que nos reunimos com pluralidade se tornam importantes para decidir os ajustes. É assim que conseguimos fazer a Educação de Maricá melhor a cada ano”, disse Gustavo Montalvão, professor da Escola Municipal Lucio Thome Guerra Feteira, que fica em Cordeirinho.