Vigilância Sanitária registra 65 inspeções e quatro infrações no primeiro dia de Rock In Rio

Vigilância Sanitária registra 65 inspeções e quatro infrações no primeiro dia de Rock In Rio

setembro 28, 2019 0 Por Francisco

Ações educativas e totem com serviços da Prefeitura atraíram mais de três mil pessoas ao estande do órgão na Rock Street

Fotos Nelson Duarte / Vigilância Sanitária do Rio

No primeiro dia de operação no Rock In Rio, a Subsecretaria de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses do Rio inspecionou 65 pontos de serviços, aplicando quatro infrações. O número de vistorias corresponde a mais de 30% do total dos 215 estabelecimentos licenciados pelo órgão, que retoma a operação às 14h deste sábado, 28. Além das inspeções, o órgão vinculado à Secretaria Municipal de Saúde promove orientações no estande Indonésia, na Ásia Rock Street.

Com o tema “Coisas que você não vê, mas a gente cuida”, o espaço tem painéis com imagens de micro-organismos e frases que remetem aos riscos à saúde, com um totem touch screen que oferece ao público os serviços online criados nos últimos dois anos pela Prefeitura do Rio. Um dos destaques é a interação de uma bactéria roxa de 1.70 com o guarda Justo, um dos mascotes da Guarda Municipal do Rio de Janeiro. As ações atraíram nesta sexta-feira, 27, mais de três mil visitantes ao estande. 

– Achei o máximo essa bactéria com o guarda. E aqui no estande aprendi sobre riscos que corremos sem a menor ideia do que estamos fazendo. Muito legal e importante – disse a estudante de Direito Vitória Santiago, de 19 anos.

Das quatro multas aplicadas, uma foi em um food truck, onde fiscais encontraram dez quilos de pães sem procedência que acabaram descartados. Outras duas foram por falta de ponto de água em um estande de bebida e por ausência de lavatórios no catering da força de trabalho. A quarta foi aplicada em um restaurante que tinha empregados que não passaram pelo curso gratuito de capacitação de higiene na manipulação de alimentos, como exige a lei. Técnicos fizeram também a coleta de amostras de bebidas e alimentos em 23 estabelecimentos para análise no Laboratório Municipal de Saúde Pública (Lasp), que fica no complexo da Zona Norte da Vigilância, em São Cristóvão.

– O baixo número de infrações confirma a importância das nossas prévias iniciadas em janeiro, com reuniões com organizadores e fornecedores. Ao todo, inspecionamos mais de mil estabelecimentos no entorno da Cidade do Rock, sempre reforçando as orientações, e capacitamos 2.500 profissionais, 30% a mais do que na edição passada. Com essas estratégias temos reduzido expressivamente as irregularidades em cada grande evento, avançando na prevenção de riscos à saúde pública – explica Márcia Rolim, subsecretária de Vigilância Sanitária.

No estande que funciona das 14h às 2h, o público encontra um plantão para atendimentos de Ouvidoria e licenciamentos de última hora. Nesse primeiro dia, foram emitidas quatro licenças sanitárias. Os visitantes podem também conferir vídeos e animações sobre o trabalho da Vigilância e outros órgãos municipais em animações e vídeos. Entre as plataformas digirais desenvolvidas pela IplanRio, estão disponibilizados no totem serviços como o SAÚDE.RIO, o RIO+RESPEITO e o SISBICHO, para o cadastro de animais com chip. A encenação dos bonecos da bactéria e do GM Justo acontece das 16h às 20h. Com as ações, a Vigilância atraiu ao estande neste primeiro dia do RIR 2019 mais de três mil pessoas..

Planejamento operacional – Entre os pontos vistoriados, a Vigilância conferiu áreas de ambientes coletivos, como as de gerenciamento de resíduos, banheiros e bebedouros. Nos sete dias do RIR, o planejamento envolverá ao todo 70 técnicos, distribuídos em equipes diárias para as inspeções, as atividades educativas e o atendimento ao público. São médicos-veterinários, enfermeiros, nutricionistas, engenheiros e outros profissionais das coordenações de Alimentos, Saúde, Engenharia e Fiscalização Sanitária, além do Núcleo de Inspeção e Fiscalização dos Ambientes Coletivos, do Lasp e da Superintendência de Educação, responsável pelas capacitações, reuniões de alinhamento e todas as demais ações de orientação.

O que a Vigilância confere na Cidade do Rock

Alimentos – Comércio e produção de alimentos e bebidas, caterings e alimentação nos camarotes e veículos de transporte de alimentos.

Saúde – Postos médicos, ambulâncias e pontos de serviços de interesse à saúde, como estúdios de tatuadores, cabeleiros e massagistas.

Engenharia – Água de abastecimento, gerenciamento de resíduos, condições estruturais e sistema de climatização nos ambientes coletivos.

Análise laboratorial – Coletas de amostras de bebidas e alimentos para análise no Lasp, com os laudos concluídos, em média, em 48 horas.

Dicas para um RIR com menos riscos à saúde

1- Lave bem as mãos antes de consumir alimentos e após utilizar os banheiros.

2- Não compre alimentos ou bebidas em comércio clandestino.

3- Mantenha-se hidratado bebendo bastante água filtrada ou mineral.

4- Reclamações e denúncias devem ser registradas na Central 1746.