‘Mini-caveirão’ da PM será usado na BR-101 e RJ-104

14 de setembro de 2019 0 Por Francisco Avelino

Rodovias foram contempladas com o período de testes dos novos blindados

Policiais militares da Recom (Rondas Especiais e Controle de Multidões) deram início aos primeiros testes com um novo veículo blindado da corporação nesta sexta-feira (13). A rodovia Niterói-Manilha (BR-101), onde a Polícia Militar (PM) atua em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) desde o início do ano, e a Rodovia Amaral Peixoto (RJ-104), foram vias contempladas para a realização desses testes, que terão duração de 30 dias.

Conhecidas pelos frequentes relatos de assaltos a moradores e motoristas que trafegam pela região, as duas rodovias tendem a ser rotas bastante exploradas pelos novos carros blindados da Polícia Militar. A PM, através do Recom, iniciou em maio um novo modelo de patrulhamento na BR-101, no trecho Niterói-Manilha. A operação também mobiliza três batalhões operacionais: 7º BPM (São Gonçalo), 12º BPM (Niterói) e 35º (Itaboraí).

Além RJ-104 e BR-101, outras vias expressas da Região Metropolitana, segundo a PM, também serão contempladas com os testes. O anúncio dos novos blindados, apelidados de “mini-caveirões”, foi realizado pelo governador Wilson Witzel. A picape, modelo Nissan Frontier, é blindada e gradeada, com aberturas para que os policiais possam posicionar seus fuzis e realizar disparos sem ficar expostos. 

De acordo com a Polícia, serão avaliados dois aspectos fundamentais durante esse período: um deles será a capacidade operacional da viatura em apoio ao patrulhamento de vias expressas, que em teoria será capaz de entrar em locais que antes não eram explorados por outros veículos da corporação; e o outro é a capacidade que o blindado terá para proteger os policiais que estarão em seu interior.

Segundo a Polícia Militar, após o período de testes, será produzido um relatório apontando possíveis ajustes para aquisição de veículos similares, que serão comprados através de licitação pública aberta a montadoras em condições de atender as exigências técnicas apontadas.