Estacionamento Rotativo é iniciado de forma educativa nas ruas do centro de Maricá

Estacionamento Rotativo é iniciado de forma educativa nas ruas do centro de Maricá

junho 8, 2019 0 Por Francisco

Desde o início da semana os agentes do Maricá Rotativo (estacionamento rotativo) estão nas ruas do Centro da cidade para informar aos motoristas sobre o início do funcionamento do sistema. E nesta quinta-feira (06/06), cinco agentes, divididos em duas equipes, percorreram as ruas Barão de Inoã e Ribeiro de Almeida.

Gerenciado pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), com o apoio da Secretaria de Segurança, Ordem Pública e Trânsito, o Maricá Rotativo começou a ser implementado de forma educativa (sem emissão de multas e cobrança de taxas) para os veículos estacionados nas vagas públicas das principais vias centrais. A previsão é que em julho o programa entre efetivamente em operação.

O projeto Maricá Rotativo prevê um ordenamento do estacionamento público, impedindo que veículos fiquem parados em uma única vaga ao longo do dia, permitindo uma maior rotatividade nos espaços.

Assim, motoristas que têm placa do município terão que pagar o valor R$ 2 para estacionarem seus carros nas principais vias do centro, válidos no período de duas horas e podendo ser prorrogado por mais duas horas. Para os condutores que possuem placas de outras cidades, o valor cobrado será de R$ 2,50 para permanecerem o mesmo tempo, também prolongado por igual período.

Ao estacionar o carro, o condutor deverá adquirir o tíquete nos 60 pontos de venda disponíveis ou baixar o aplicativo do Estacionamento Rotativo nas plataformas digitais.

Inicialmente o programa abrangerá seis ruas da região central: Ribeiro de Almeida, Barão de Inoã, Expedicionário Luiz Manoel, Carlos Rangel, Abreu Rangel e Juvenal Bittencourt que terão 100 vagas disponibilizadas do programa, além das 27 preferenciais. Em princípio, essas vias servirão como teste para, posteriormente, outras ruas adjacentes serem integradas ao Maricá Rotativo.

De acordo com a diretora de operações do programa, Daniele Almeida Pessôa, o valor arrecado será revestido no melhoramento da própria cidade como criação de calçadas acessíveis e projetos de ordenamento de trânsito.

“Na verdade, o Estacionamento Rotativo já acontece em algumas cidades, justamente para ter esse rodízio que é o nosso maior benefício. É uma rotatividade não só para as pessoas que moram em Maricá, mas também para turistas que visitam o município em alta temporada. Ou seja, é criar uma organização de parada desses carros”, explicou.

Na Rua Barão de Inoã, por exemplo, os agentes abordaram o taxista Eduardo Reis, de 37 anos, que sanou suas dúvidas com relação ao projeto. “Eu acho que tudo que vem a somar é válido. Isso aí é mais uma experiência que já tem em outras cidades e vem dando certo. Acredito que vai ser um sucesso aqui também”, relatou esperançoso.

Além do Centro, o programa será implantado na orla da Barra de Maricá e Itaipuaçu (nos locais de orla, o período de estacionamento, no entanto, será maior, de 4 horas renovável por mais 4h).